Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Acertos de uma Miúda

"I felt in love for a whisper, a demon, a torment. I felt in love for a madness."

Agora sinto como se tudo isto fosse culpa minha

Acabava o dia e ela queixava-se. Queixava-se do que a suposta amiga fazia, dizia, da dependência que pensava possuir sobre, não só ela, mas todos os outros. E eu não me continha. Dependência nunca foi algo que me fascinasse. Não suporto ter de depender das pessoas, não mesmo. Ninguém nasce colado a ninguém. Mesmo que eu não goste de caminhar sozinho, sei que é melhor do que caminhar ao tentar equilibrar a velocidade e os passos de outro alguém. Porém, não me devia importar tanto com os problemas que não são meus. Tal como chamar alguém de gordo não me torna mais magra, chamar alguém de burro também não me torna mais inteligente e tudo o que eu deveria fazer era resolver os meus problemas. Porque agora sinto como se a culpa fosse minha. E magoa tanto. Faz odiar-me mais a mim própria e eu não quero mais isso. Estou farta de me sentir como lixo. Mesmo quando os problemas não me atraem, eu atraio os problemas...