Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Acertos de uma Miúda

"I felt in love for a whisper, a demon, a torment. I felt in love for a madness."

Medo como desculpa

O medo não é uma boa desculpa, é a desculpa que todos usam. Afastam-se por medo, isolam-se por medo, fogem por medo. Eu não. Prefiro ficar no meu canto, quietinha, solitária, ausente do mundo... do que interagir com pessoas, obrigar-me a gostar de alguém que passo a vida inteira sem descobrir quem realmente é. Mas não por medo. As pessoas apenas me esvaziam e eu preciso de sair novamente para me voltar a encher. Sou como uma coleccionadora de ‘quases’ e ‘senãos’, que se sente solitária no meio da multidão. Alguém impossível de entender, mesmo entrando na minha mente.  Alguém que vê todas as manhãs os mesmos fantasmas que na noite anterior teriam assassinado o meu próprio orgulho. Só quero dormir por mil anos, ou simplesmente não existir. Não estar ciente da minha existência, ou algo parecido. Só quero que acabe.