Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Acertos de uma Miúda

"I felt in love for a whisper, a demon, a torment. I felt in love for a madness."

Pensamentos Melancólicos

Querido eu,

Odeio-te, és fraco, mereces dor, és imperfeito, nunca vais ser bom o suficiente. Espero que morras.
 
Não sou a 1ª escolha de ninguém, nem a favorita. Mesmo que me digam que sou importante ou que significo bastante, sei que há sempre alguém a quem preferem, a quem escolhem acima de mim. E isso dói... Dói tanto! Apesar de a minha dor demonstrar alegria, como se nem existisse, não é de todo algo de bonito ou poeta.
 
A vida é demasiado injusta, não tem lógica sequer. É tão difícil, triste, deprimente mas no fim o destino é o mesmo. No fim, todos morremos, certo?
Há sempre algo que temos medo de dizer, alguém a quem tenhamos medo de amar ou algures onde tenhamos medo de ir. Mas se incomoda, então é porque importa.
 
Almas gémeas?
Acredito que existam, não todas no termo romântico mas há sempre aquele alguém que entra nas nossas vidas, aquele com quem criamos mais confiança, aqueles que sabemos que o que existe não é uma coisa típica, mas a verdade é que nem esse tal de alguém vai ser sempre "significante". Pode ser um amigo, irmão ou apenas um conhecido mas nunca ninguém aguenta até ao fim.
 
Queiramos ou não, como sobrevivemos, é o que faz de nós quem somos.