Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Acertos de uma Miúda

"I felt in love for a whisper, a demon, a torment. I felt in love for a madness."

Porque a espera elouquece

E aqui estou eu novamente, em frente ao computador, pronta para escrever algo que me tem vindo a fazer confusão ultimamente. Tenho uma amiga, ela tem um «namorado», e uso «» porque acho que nem ela sabe o que deve chamar aquela relação. Eles não falam, não reagem quando estão perto, parecem estranhos, e isso mexe demasiado com o meu cérebro.

 

Não são ciúmes, sinto necessidade de o dizer e reforçar, não é como se eu quisesse ser ela, porque não é. Apenas me fazem confusão as atitudes deste género com casais deste género. Eu, que me tenho sentido tão sozinha ultimamente, que não conseguimos ver um filme onde aparece um casal ou apenas fotos, que acabo por me perguntar algo como «qual o meu problema?», dava este mundo e o outo para ter alguém que gostasse de mim pelo que sou... E muitos que o têm, não aproveitam.

Espero. Espero todos os dias, mas esperar faz-me ficar louca, porque a espera enlouquece. Esperar para dormir, para acordar, para morrer ou saber quanto mais se vive… acabo louca e talvez eu esteja louca ou então apenas demasiado só. E não percebo o porquê de pessoas com algo que eu desejo há muito ter, são egoístas o suficiente para só olharem o próprio umbigo. A espera deles acabou, e nem deram conta.