Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Acertos de uma Miúda

"I felt in love for a whisper, a demon, a torment. I felt in love for a madness."

TPM: Tocou, Perguntou, Morreu

Hoje foi o primeiro de cinco dias espectaculares! O meu humor variou entre chorar, vontade de morrer, instintos assassinos e melancólicos que nem o pior dos psicopatas teria, e a minha paciência que nunca foi, digamos assim, conhecida como a minha principal virtude, hoje era completamente inexistente. 

Todos os outros é que sofrem as consequências do meu agradável estado de espírito. Incrível como posso perder a cabeça com qualquer um que fale comigo ou às vezes, que olhe para mim.

Na escola, passo 190 minutos a desejar poder sair da sala, no intervalo, passo 30 minutos a desejar um milagre, que me torne num rapaz. Esses não têm bem a noção da sorte que têm em serem rapazes. Porquê que eu tive de nascer rapariga, mãezinha?! Porquê?!

 

No intervalo do almoço, o meu ‘melhor amigo’ veio ter comigo, tentou falar comigo, ser simpático (…) mas acho que é impossível ser-se simpático para uma rapariga com TPM, ainda mais difícil é, ser-se simpático comigo, quando estou com TPM. Sou super arrogante, chego a descobrir facetas minhas que nem imaginava existirem. É simplesmente horrível, e sendo eu uma pessoa bastante bruta nestes momentos, acredito que os outros não sofrem tanto como eu.

Outra coisa, quando ficou ‘ofendido’ com a minha atitude, foi embora mas sem antes dizer algo como “Deves estar com o período.” Não. devem. dizer. isso. É tão frustrante! Perco a cabeça quando ouço alguém dizer algo desse género ou referir como ‘aqueles dias’. Não. Não. Não! Se a boa disposição já é pouca então, por favor, não procurem acabar com ela de vez.

 

TPM, exclusividade feminina. Nasça com o genótipo feminino e ganhe vários pacotes de actualização do sistema grátis! Aliás, se torne mulher, e você conhecerá o inferno!