Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Acertos de uma Miúda

"I felt in love for a whisper, a demon, a torment. I felt in love for a madness."

E se...

Sou o tipo de pessoa fechada demais, não conto os meus problemas porque os prefiro guardar para mim. Tento compreender os outros mas não me compreendo. Espero algo da vida que nem sei o que é. Sou feliz e triste ao mesmo tempo. Sinto tudo mas não demonstro nada. Seguro lágrimas até não aguentar mais. Gosto de ajuda mas não gosto de ser ajudada. Sou o tipo de pessoa que deseja o impossível. O tipo de pessoa que quando chora, não sabe o que doí mais: ontem era saudade, hoje é dúvida, e amanhã, quem sabe, possa ser solidão. Há tantos motivos para entristecer. Mas eu encontrei alguém em quem pudesse confiar, eu deixei-a entrar e tiraram-na de mim. Eu precisava de uma amiga e ela magoou-me.

E se eu partisse agora? E se eu não andasse mais na rua, não sorrisse mais para estranhos simpáticos. Não atendesse os telefonemas de amigos, dos meus pais; se eu não respondesse às mensagens de texto dos meus amigos. Não me iria encontrar com mais ninguém, não tiraria mais duvidas nem procuraria mais certezas. Ninguém, jamais, voltaria a ouvir algo vindo de mim. E as musicas que passassem na rádio? Causariam angustia às pessoas a quem eu as tivesse mostrado. Ninguém voltaria a presenciar ataques de riso vindos de mim. O som da minha gargalhada seria calado para sempre. Nunca mais me iriam ouvir reclamar da vida, mas haverá alguém quer prefira ouvir-me reclamar a presenciar o som do meu silêncio?

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Inverbos 30.05.2015

    Não sei como te agradecer, acho que não tens bem a noção do quão feliz fiquei ao ler o que escreveste. Eu espero realmente que tenhas razão e que esta fase pior passe tão ou mais rápido do que apareceu.
    Obrigada mais uma vez, beijinhos!
  • Imagem de perfil

    Simple Girl 31.05.2015

    Ainda bem que ficaste feliz! Fico muito contente em saber isso, fui mesmo sincera, do fundo do coração! Eu pelo menos vou ler os teus posts mesmo que não os comente, mas leio.
    Quanto a essa fase, de certeza que vai passar, afinal tudo na vida passa. Vi uma vez algures algo do género: «Um senhor tinha uma placa em frente à sua cama que dizia "Tudo passa" para se lembrar todas as manhãs ao acordar e todas as noites ao deitar que os momentos maus passam mas que os bons também passam», algo do género. E espero que aceites este pequeno ensinamento. Porque tudo passa - momentos bons e momentos maus - e para podermos estar felizes também temos que passar pelos momentos tristes, para aprendermos a levantar temos que cair, para ganhar também temos que saber perder. Por muito que se perca na vida temos outras coisas que a vida também nos dá. E desejo-te a maior sorte do mundo, a sério! Desejo mesmo que esta fase passe o mais depressa possível e que passe a ver posts sobre os momentos alegres que irás passar futuramente!

    Beijinhos

    ps: espero que não leves a mal estes meus conselhos, também já passei por momentos complicados e pronto, tal como me ajudaram também gosto de ajudar, espero mesmo que não te importes...
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.